Autônomo é morto a marretadas durante discussão por causa de política em boteco

O corpo da vítima ficou na calçada até a chegada do IML
Discutir política quando está enchendo a cara na bebida alcoólica é um perigo. A prova disso foi o que aconteceu com o autônomo Ivanildo Xavier Bastos, 29 anos, que acabou morto por volta das 16h desta segunda-feira, 18, depois de uma discussão com um amigo por causa de política.

De acordo com testemunhas, a vítima estava bebendo com o ex-militar José Assis de Lima Miranda, 50 anos e com outras pessoas em um boteco na Rua 9B, no Bairro Novo Aleixo, na Zona Norte de Manaus, quando começaram a falar sobre a visita de Jair Bolsonaro àquele Estado recentemente.

À medida que iam ingerindo bebidas alcoólicas, a discussão ficava mais acirrada, até que repentinamente partiram para a agressão verbal. Quando a discussão alcançou o seu ápice, José de Assis jogou o copo longe, chutou a cadeira que caiu longe e saiu do local totalmente enfurecido com o amigo.
 
José Assis foi preso em flagrante logo depois do crime
Minutos depois ele voltou armado com uma marreta e desferiu vários golpes contra a cabeça de Ivanildo, que morreu na hora. Aproveitando o corre-corre, José de Assis conseguiu evadir-se do local sem ser importunado por ninguém, mas acabou sendo preso em flagrante na Rua 40, no mesmo bairro.

O criminoso foi levado para o 27º DIP (Distrito Integrado de Polícia), onde permanecerá à disposição da justiça. O delegado responsável pelas investigações acredita que José de Assis tenha aproveitado a discussão sobre política, para matar a vítima pelo não pagamento de uma dívida de drogas.


Comentários