Síndica é morta com facada no pescoço ao procurar saber porque criança chorava

Ludmilla morreu no hospital
A noite de Natal foi trágica no Bairro Parque São José, na Região Oeste de Belo Horizonte/MG, onde a síndica de um prédio localizado na Rua Júlio de Castilho, foi morta a facada por volta das 20h de segunda-feira, 25, por Rayanne Maia Marques, 27 anos, que foi presa em flagrante.

Segundo a polícia, a síndica Ludmilla Rivas da Silva, 37 anos, incomodada com o choro de uma criança foi até o apartamento de Rayanne saber o que estava acontecendo, e se ela estava precisando de ajuda. Rayanne não gostou da intervenção e acertou um golpe de faca no pescoço da síndica,

Rayanne tentou fugir, mas foi contida pelos moradores e mantida imobilizada até a chegada da polícia, que a levou juntamente com a faca do crime para a Central de Flagrantes da Polícia Civil, no Barreiro. O filho dela ficou com os avós e a síndica foi socorrida, mas ela morreu no hospital.

A polícia apurou que Rayanne Maia gosta de ostentar nas redes sociais, postando fotos em que aparece coberta por notas de R$ 100,00, além de postar fotos com armas e munições e fazendo gestos como se estivesse com a arma em punho. Ela permanece presa à disposição da justiça.

 
Rayanne, a assassina, gosta de ostentar no Facebook

Comentários

Enquete

Quem mente mais, o homem ou a mulher?
O homem
A mulher
Os dois mentem igual
Nenhum dos dois
Não sei dizer
Votar
resultado parcial...

Anúncios