Homem retorna do além no Natal depois de sete meses que tinha sido cremado

Sakorn voltou do além para desespero de familiares e amigos
Já imaginou estar comemorando o Natal com vários amigos e familiares e de repente aparecer um parente que já morreu há muito tempo? Pois foi justamente o que aconteceu com uma família tailandesa, que foi surpreendida pelo retorno do filho tido como morto há mais de sete meses.

Sakorn Sacheewa, 44 anos, da Província de Si Ka Ket, chegou a ser cremado ao ser dado como morto pela polícia. O corpo em avançado estado de decomposição estava com os documentos de Sakorn. Ele morreu, segundo médicos, de complicações no trato digestivo.

Os familiares de Sakorn estiveram no local para reconhecimento do cadáver, ocasião em que seu irmão mais velho desconfiou de que aquele não era o corpo de Sakorn, lembrando que ele não tinha os dois dentes da frente. Mas a versão da polícia prevaleceu por causa dos documentos.

Com o retorno de Sakorn do mundo dos mortos, foi um corre-corre sem fim. Mulheres idosas desmaiaram, homens e crianças saltaram as janelas, mesas e outros utensílios domésticos foram destruídos por pessoas apressadas em fugir, e um cachorro morreu pisoteado pelas pessoas em fuga.

Quando tudo voltou ao normal, Sakorn contou que um colega de serviço em Myanmar furtou sua identidade antes de desaparecer, e que ao registrar o fato na polícia, as autoridades apenas emitiram uma nova e não investigaram o caso. Ele disse que jamais imaginaria que alguém usaria sua identidade.

Ele disse que não retornou antes e nem manteve contato, porque estava em alto mar, sem comunicação. Sua preocupação agora é voltar ao mundo dos vivos, pois sabe que há muita burocracia nesse sentido. Quanto à polícia, agora terá que descobrir quem era o homem cremado no lugar de Sakorn.


Comentários

Enquete

Quem mente mais, o homem ou a mulher?
O homem
A mulher
Os dois mentem igual
Nenhum dos dois
Não sei dizer
Votar
resultado parcial...

Anúncios