Pânico geral. Mãe e filho são mortos e a filha ferida em tiroteio na rodoviária

O  crime assustou a pessoas que estavam no terminal

Um tiroteio na Rodoviária do Entorno do Distrito Federal, na área central de Brasília, a três quilômetros do Palácio do Planalto, terminou com a morte de mãe e filho e ferimento grave na filha. O fato aconteceu por volta das 15h desta quarta-feira, 04, e causou pânico geral.

Maria Célia Rodrigues dos Santos, idade não informada, e o filho Wellington Rodrigues Santos da Silva, 22 anos, foram atingidos no coração e morreram na hora. Karolyn Ketlen Moreira, 19 anos, foi atingida por dois disparos na barriga e socorrida ao Hospital de Base em estado grave.

Os três eram ambulantes que trabalhavam na região vendendo doces e moravam em Planaltina de Goiás. Testemunhas disseram que o indivíduo apareceu do nada, disparou contra as vítimas várias vezes e evadiu-se. Ao lado do corpo de Wellington foi encontrado um facão.

O soldado Lucas Cassimiro, que atendeu a ocorrência, disse que “foi uma execução programada” e que no total foram quatro tiros. No local não há câmeras de segurança. Sobre o facão encontrado ao lado da vítima, o policial disse que provavelmente Wellington o usava para se defender.

Uma testemunha disse ao policial que viu quando o homem chegou e atirou no rapaz, e que as duas mulheres também foram atingidas, porque tentaram defende-lo. “Ele aproximou-se da vítima e atirou. As duas tentaram evitar e foram também atingidas”, disse a testemunha.

De acordo com policiais da 5ª DP, o criminoso já foi identificado, mas ainda não tinha sido preso. Informaram ainda, que na semana passada as vítimas foram à delegacia denunciar lesão corporal, ameaça e lesão recíproca após uma briga com o criminoso por causa de ponto de comércio.



Comentários