Mulher que caiu da janela ao tentar fugir da casa do amante teve morte cerebral

Vera Lúcia teve morte cerebral


Foi constatada morte cerebral da costureira Vera Lúcia Moreira de Souza, 61 anos, que na madrugada de domingo, 29, tentou fugir pela janela da casa do amante com uma corda feita de lençóis, quando a namorada dele chegou de surpresa. Ela caiu antes de atingir o chão.

Vera Lúcia, que estava na casa do empresário Antônio Filho, 68 anos, seu amante, sofreu traumatismo craniano e foi socorrida à Santa Casa de Misericórdia de Sorocaba, e posteriormente transferida para o Hospital Regional, também de Sorocaba, em virtude da gravidade do caso.

De acordo com registros policiais, Vera Lúcia estava na casa do empresário Antônio Filho, com quem mantinha um relacionamento clandestino, quando apareceu do nada a namorada dele. Para fugir do flagra, ela tentou sair pela janela, que fica a três metros e meio do chão.

A ideia era que Vera Lúcia se escondesse na casa dos fundos, que também é do empresário, mas na descida ela se desequilibrou faltando um metro e meio para chegar ao chão, caiu, bateu a cabeça e sofreu traumatismo craniano. Ela foi socorrida pelo irmão do empresário, que é seu vizinho.

Antônio se apresentou acompanhado de advogado, prestou depoimento e foi liberado em seguida. O caso foi registrado no plantão da Delegacia Norte de Sorocaba como lesão corporal gravíssima e violência doméstica, e será investigado pela DDM (Delegacia de Defesa da Mulher).


Comentários