Vitória da persistência. Graças ao empenho deste site Cícero Novais foi localizado

Algumas das informaçaões (ja confirmadas) sobre o paradeiro de Cícero

Várias pessoas confirmaram ser Cícero Novais Teixeira, desaparecido desde 02 de abril ao ser despachado por uma servidora do CREAS de Barra de São Francisco/ES de Mantena/MG para Jundiaí/SP, o homem localizado em São Vitor, Distrito de Governador Valadares/MG.

A atitude irresponsável da servidora gerou vários problemas, pois o encaminhamento de Cícero não foi comunicado aos seus familiares, que só tomaram conhecimento dois meses depois e entraram em desespero. Várias tentativas de localizá-lo foram em vão.

Os familiares procuraram a polícia, distribuíram panfletos com sua fotografia, recorreram em vão ao Município de Barra de São Francisco, que o tempo todo se omitiu e não deu quaisquer explicações aos familiares do desaparecido e nem sequer puniu a servidora irresponsável.

O silêncio da administração

Durante todo tempo o Jornal Capixaba acompanhou o caso, não abandonou os familiares do desaparecido e lutou no sentido de descobrir o que tinha acontecido com Cícero, que já estava sendo considerado morto em decorrência do tempo de desaparecimento.

Graças aos internautas que seguem o Jornal Capixaba, Cícero foi visto em São Vitor, Distrito de Governador Valadares. Quando a informação foi divulgada, vários outros internautas confirmaram a sua veracidade, inclusive alguns que residem naquela localidade.

O que causou revolta nos familiares de Cícero foi a omissão da administração francisquense, que diante da gravidade do caso permaneceu muda, e nem uma Nota de Esclarecimento foi divulgada sobre o assunto. Sem contar que a servidora que causou todo transtorno sequer foi punida.

A força do jornalismo digital

A atuação do Jornal Capixaba, sensibilizado com o desespero da família de Cicero que já o considerava morto, mostra a força e a credibilidade do jornalismo digital sério, que não se intimida. O Jornal Capixaba foi o único site a cobrar do Município uma solução para o problema.

Em virtude da busca pela verdade, houve até ameaças de processos caso o redator do Jornal Capixaba continuasse insistindo no assunto. Sem se intimidar, o editor Elvécio Andrade seguiu adiante, ao lado dos familiares de Cícero, e aguarda que a ameaça seja cumprida.

“Nos meus quase 40 anos de jornalismo nunca me curvei a ameaças e não é agora que vou temer ameaças de pessoas irresponsáveis, incapacitadas para o serviço público, que acham que as coisas são resolvidas com intimidações. Que processe”, enfatizou Elvécio Andrade.

Destino e Cícero

Agora que Cícero Novais foi localizado, aguarda-se que o Município de Barra de São Francisco, por meio de seu representante, tome as providências no sentido de busca-lo em São Vitor e encaminhá-lo, com segurança, aos seus familiares em Jundiai, para que receba tratamentos.

A irmã de Cícero, Eronildes Rodrigues Teixeira, diz não ter condições de busca-lo e espera que o Município providencie isso por meio da Secretaria de Assistência Social. “Eles nos devem isso depois de tudo que passamos por causa da incompetência de uma servidora”, disse ela.

Como já se tornou habitual, ninguém da Prefeitura Municipal se manifestou até o momento e os familiares de Cicero teme que nada seja feito no sentido de encaminhá-lo ao seio da família. “Ele precisa de nossa ajuda e só podemos ajuda-lo aqui”, disse Eronildes ao finalizar.

Luz no fim do túnel. Duas pessoas afirmam terem visto Cícero em São Vitor




Comentários