Homem canta mulher acompanhada em forró e é morto pelo namorado dela

Flaubert foi morto por cantar a mulher errada

Há um antigo ditado que diz: “Mexer com mulher casada tem cheiro de chumbo”. E isso foi confirmado na madrugada de domingo, 02, pelo comerciante Flaubert Dias Barbosa, 37 anos, em Santa Maria/DF. Ele foi morto depois de cantar uma mulher que estava acompanhada.

O crime está sendo investigado pela 33ª Delegacia de Polícia e o delegado Rodrigo Têlho informou que depois de cantar a mulher, o namorado dela e o comerciante começaram a briga. De repente surgiram mais dois homens e se juntaram a eles e agrediram Flaubert violentamente.

Durante o arranca-rabo que se formou no local, Flaubert foi atingido por um disparo de arma de fogo nas costas disparado por um dos agressores. Em seguida o namorado da mulher sacou a arma e atirou três vezes na cabeça de Flaubert a sangue frio, sem qualquer compaixão.

Um primo de Flaubert disse que o comerciante estava bebendo em um bar mais cedo, quando resolveu ir ao forró “ver se achava uma mulher”. Lá chegando ele tentou “ganhar” a mulher sem saber que ela estava acompanhada e acabou sendo morto pelo namorado dela.

O crime aconteceu em uma casa de forró que fica na DF-290, Módulo 03 e gerou um corre-corre no local. Após o crime, a mulher e os três homens fugiram do local em um carro sem serem identificados. Flaubert tinha uma lanchonete especializada em venda de açaí em Valparaíso/GO.


           

Comentários