Motorista mata a tiros amante da mulher e acaba preso no pátio da empresa onde trabalha

Arma do crime e, no detalhe, José Rivaldo

Após matar a tiros um homem que estaria se relacionando com sua mulher, José Rivaldo Rodrigues da Silva, 48 anos, foi preso na tarde de terça-feira, 19, em Civit, na Serra/ES, no pátio da empresa em que presta serviço. Ele não resistiu à prisão e foi encaminhado à DHPP (Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa), na Serra.

José Cícero Viana da Silva foi morto na última sexta-feira, 15, quando voltava para casa, no Bairro Taquara II, também na Serra. Ele foi surpreendido e atingido com um tiro nas costas e outro no ouvido. Depois de quatro dias de investigação, os policiais da DHPP chegaram ao motorista de carreta e efetuaram sua prisão.

Ao delegado Rodrigo Sandi Mori, o motorista contou que descobriu o relacionamento extraconjugal e seguiu a vítima até descobrir onde ela morava. Naquele dia, armado com um revólver calibre 32 que tinha em casa, acabou matando o Ricardão. Ele disse, ainda, que foi provocado e se sentiu ameaçado e por isso atirou na vítima.

A arma foi apreendida com o assassino no ato da prisão e estava embaixo do banco do motorista do veículo que José Rivaldo dirigiria. Ao confessar a autoria do crime, ele disse que tinha comprado a arma para sua defesa pessoal. Afirmou, ainda, que planejou o crime e vigiou a vítima até certificar-se de que não haveria testemunhas.

O motorista foi autuado em flagrante por crime de homicídio qualificado por impossibilidade de defesa da vítima e motivo torpe, bem como por porte ilegal de arma de fogo. Ele, que foi encaminhado ao CDP (Centro de Detenção Provisória) de Viana, teve a prisão temporária convertida em Prisão Preventiva.





Comentários