sexta-feira, 20 de setembro de 2019

Um aspecto da reunião

Mentoria em Habeas Corpus é o tema do evento do qual o presidente da 5ª Subseção da OAB/ES, de Barra de São Francisco, e vice-presidente da Comissão Especial de Combate à Corrupção e à Impunidade da OAB federal, Raony Scheffer está participando em São Paulo/SP.

O representante francisquense da OAB participa do evento juntamente com os professores Mário de Oliveira Filho, Mauro Nacif, um dos maiores advogados criminalistas do país, com atuação em casos de repercussão nacional, e Patrícia Vanzolini. Raony está em São Paulo desde quarta-feira.


Indicado pelo presidente da OAB/ES, José Carlos Risk Filho, Raony foi nomeado recentemente vice-presidente da Comissão Especial de Combate à Corrupção e à Impunidade da OAB federal. Ele disse que se tiver oportunidade e condições, fará um trabalho diferenciado, avançando e inovando cada vez mais.



quinta-feira, 19 de setembro de 2019

Local para estacionamento é mínimo nos hospitais (Foto: Mazinho)

Aumenta a reclamação contra a Polícia Militar, por parte de pessoas que precisam levar seus parentes aos hospitais locais. O motivo da bronca é o fato de alguns policiais ficarem na espreita nas proximidades para multar quem dá uma paradinha para retirar o parente de dentro do veículo.

“Acho essa atitude da polícia uma covardia, pois tanto na Casa de Saúde Santa Mônica, como no Hospital Dr. Alceu Melgaço, não existem estacionamentos e a rua é muito estreita”, reclamou Aloísio Gomes de Souza, que recentemente teve um amigo multado na porta do hospital.

De acordo com os reclamantes, geralmente são dois policiais que praticamente fazem plantão nas proximidades, com o objetivo único de multar. “O negócio deles é aumentar a renda do governo, incentivando a indústria de multas que se tornou o Espírito Santo. Uma vergonha”, salienta Renato Cruz.


Na opinião de Adão Carvalho, “a polícia ao invés de ficar de tocaia para multar quem vai levar pessoas doentes aos hospitais, deveria era punir esses motoqueiros barulhentos que irritam todo mundo e fica por isso mesmo”. Ele aproveita para lembrar que quase não se vê mais polícias pelas ruas.

“Antigamente a gente tinha orgulho de Barra de São Francisco, que era considerada uma das cidades mais policiadas do Espírito Santo. Hoje, se precisar de um policial para remédio no Centro da cidade, você morre por falta. E o que é pior, estão fechando destacamentos”, reclama Adão.

Adão lembrou que está próximo o final do ano e nessa época geralmente os poucos policiais existentes são retirados da cidade e enviados para os litorais, deixando a população praticamente desprotegida. “Todo ano isso acontece. Os policiais são enviados para as praias e ficamos desprotegidos”, finaliza.



quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Adicionar legenda

Possuído pelo espírito de Sílvio Santos, um homem, cuja identidade não será revelada, sacou dinheiro do caixa eletrônico em uma agência da Caixa Econômica Federal, em Juiz de Fora/MG, na Zona da Mata, e começou a distribuir entre as pessoas que passavam pelo local.

A Polícia Militar foi acionada pela mulher dele e informou que o marido estava tendo um surto psicótico, razão pela qual necessitava de ajuda para. O indivíduo estava tão agitado, que além de tomar o cartão das mãos da mulher, ainda tentou tomar a arma de um dos policiais e acabou sendo preso.


Diante da situação, o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado, e apesar da resistência do homem, os paramédicos conseguiram leva-lo ao Hospital de Pronto-Socorro da cidade, onde ele foi internado e continua em tratamento médico. O caso foi encaminhado à Delegacia de Polícia.



terça-feira, 17 de setembro de 2019

Corpo da vítima permaneceu na calçada até a chegada da perícia

Um indivíduo ainda desconhecido matou a tiros na manhã desta terça-feira, 17, Leandro Ribeiro Feu, 24 anos. A vítima, segundo a polícia, estava indo para o trabalho, quando ao aproximar-se da Casa de Festa Amarelinho, no Bairro Vila Nova, em Ecoporanga/ES, foi abordado por um motoqueiro não identificado.

Leandro foi pego de surpresa
O desconhecido, que está sendo procurado pela polícia, estava em uma moto Bros, quando por volta das 06h40m se aproximou da vítima e efetuou vários disparos a queima-roupa. Há informações de que o assassino, para ter certeza do serviço feito, ainda recarregou a arma e efetuou mais disparos.

O corpo da vítima foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) mais próximo, onde depois de periciado será liberado aos familiares para sepultamento. A motivação para o crime ainda é desconhecida, mas a Delegacia de Polícia de Ecoporanga já iniciou as investigações com a instauração do Inquérito.
                                                                                                                    


segunda-feira, 16 de setembro de 2019

Soldado Filipe foi morto por causa de fofoca

A vingança privada ou justiça com as próprias mãos conforme está sendo incentivada por um capitão da Polícia Militar do Espírito Santo, atualmente deputado estadual, gera consequências irreversíveis. O referido deputado chegou a oferecer R$ 10 mil para quem matasse um criminoso.

A atitude de um político totalmente despreparado para o cargo vai gerar muita dor de cabeça para ele, pois tanto a OAB/ES quanto a Assembleia Legislativa e o Ministério Público já estão analisando suas declarações para tomar as medidas necessárias, que podem culminar em cassação de mandato.

Um exemplo de que justiça pelas próprias mãos nunca dá certo, foi o ocorrido na sexta-feira, 13, na Zona Rural de Queimados, na Baixada Fluminense, onde o policial militar Filipe Araújo de Assis foi morto, sob acusação não comprovada de ser estuprador. Ele era lotado na UPP de Pavão-Pavãozinho


Júlio César de Lira Alves, um dos autores do homicídio, foi preso em flagrante pelos policiais da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense. De acordo com a polícia, ele e o irmão Tiago Petrônio de Lira Alves e um indivíduo conhecido como None, torturaram e atiraram contra o policial.

A motivação para o crime foi o fato de a mulher de Júlio César ter espalhado boato de que o soldado Filipe era um “estuprador”. Júlio, que foi encaminhado ao presídio, onde ficará à disposição da justiça, responderá por homicídio qualificado e posse irregular de munição de calibre permitido.


sábado, 14 de setembro de 2019

Amilton matou o sogro e feriu a sogra e a ex-mulher

Continua foragido José Amilton Dias Mendes, 43 anos, autor de disparos contra três pessoas da mesma família na madrugada de sábado, 14, na cidade de Jeceaba, na Região Central de Minas Gerais. As vítimas são sua ex-companheira, 24 anos; a sogra, 46 anos; e o sogro, 52 anos, que morreu.

Conhecido pelo vulgo de Copasa, Amilton invadiu a casa das vítimas por volta das 04h30m da madrugada, depois de arrombar a porta. Em seguida efetuou seis disparos de arma de fogo e depois fugiu do local em um Uno branco, em direção a Santa Cruz, que fica na Zona Rural do Município.

A polícia foi acionada pelos vizinhos por volta das 05h, mas ao chegar ao local do crime, as vítimas já estavam no hospital, socorridas pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). A equipe médica realizou manobras de ressuscitação na vítima, mas sua morte foi confirmada às 06h18m.

O crime (primeiro desde 2017) chocou os moradores
Os disparos de Copasa atingiram a sogra e a ex-companheira no peito, sendo que a ex-companheira, além de ser atingida por dois disparos, ainda foi esfaqueada, e mesmo ferida conseguiu dizer aos policiais quem havia efetuado os disparos. O sogro foi atingido na cabeça e foi o único que morreu.


A ex-companheira disse à polícia, que Copasa prometeu voltar para matá-la e ao filho de dois anos que têm em comum, e que estava no local do crime ao lado do irmão de 15 anos, mas não foram feridos. As mulheres foram transferidas para o Hospital de Conselheiro Lafaiete e o sogro levado para o IML.

O crime, segundo a polícia, aconteceu porque Amilton não aceitou o término da relação ocorrido há sete meses. Policiais foram à casa do assassino, mas estava tudo trancado. Câmeras de segurança registraram o momento que o carro usado na fuga passou pela rua, mas não teve como identificar a placa.


Postagens mais antigas Página inicial

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *