segunda-feira, 11 de março de 2019

Delegado da Polícia Federal é condenado por envolvimento em esquema de corrupção

Delegado Sandro deverá ser demitido da Polícia Federal

O delegado da Polícia Federal, Sandro Viana, foi condenado pela Justiça Federal de Londrina/PR a quatro anos e oito meses de prisão, além de ser demitido do cargo. Ele é acusado de envolvimento em um esquema de corrupção e por ter recebido vantagem econômica indevida de um empresário para evitar seu indiciamento.

Sandro, que chegou a ser preso em fevereiro de 2017, cumprirá a pena em regime semiaberto. Quando foi preso, o delegado foi flagrado dividindo dinheiro oriundo de propina. Na oportunidade ele estava acompanhado do empresário Clodoaldo Pereira dos Santos, conhecido pelo vulgo de Tigrinho.

O referido empresário, segundo foi apurado pela polícia, era intermediário do esquema, que consistia em extorquir empresários de Londrina investigados por crimes. No ato da prisão, o delegado estava dividindo R$ 35 mil em espécie. Sandro e o empresário Tigrinho foram condenados ao mesmo tempo de prisão pelos crimes.

Segundo o juiz, Sandro usou o cargo de delegado da Polícia Federal para solicitar “pagamento de vantagens econômicas indevidas como condição para evitar o indiciamento de empresários”. Ele e Tigrinho são monitorados por tornozeleira eletrônica e não podem se aproximar do empresário que denunciou o esquema.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *