sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Dona de casa é atingida por bala perdida em ação temerária de policiais militares

O comando do 11º BPM deverá apurar os excessos por parte da policial

As vidas de moradores das proximidades da Escadaria do Morro da Colina, em Barra de São Francisco/ES, foram colocadas em risco pela atuação de agentes da Polícia Militar, durante a perseguição de um noiado de nome Eliseu de tal, na manhã de quarta-feira, 21. Uma pessoa foi atingida por bala perdida.

As informações de testemunhas são de que o noiado Eliseu, que estava sendo monitorado pela polícia, ao descobrir a presença dos policiais tentou fugir, ocasião que disparos foram efetuados sem os devidos cuidados e a moradora Daniela Santos, que trabalha em uma lanchonete local, acabou levando a pior.

Daniela, que estava em frente a sua residência chamando o filho para ir para a escola, foi atingida na perna sem nada ter a ver com o que estava acontecendo. A vítima foi socorrida ao Pronto Socorro, onde permaneceu em observação médica, mas segundo informações o ferimento não foi grave.


Uma testemunha que não será identificada, disse que o disparo foi feito por uma policial feminina. “A coisa aconteceu de repente. O noiado tentou fugir ao ver a polícia, e a policial, irresponsavelmente, sacou da arma e começou a atirar numa via pública, atingindo a mulher que nada tinha a ver com o fato”.

Ainda segundo a testemunha, esse tipo de ação no Morro da Colina é comum e cidadãos trabalhadores às vezes são tratados com violência apenas pelo fato de morar no morro. “Não havia necessidade daquela ação irresponsável. Imagina se mais pessoas estivessem na rua, seria uma tragédia”, disse ele.

O fato está sendo investigado pela Delegacia de Polícia de Barra de São Francisco, e caso seja confirmado que houve excesso durante a tentativa de abordagem, as providências cabíveis serão tomadas. A equipe do Jornal Capixaba tentou saber o nome da policial mas não obteve êxito.





7 comentários:

  1. Quem quuiser conhecer a polícia de bsf é só vir morar no morro. Eles chegam na casa da gente com violência a qualquer hora do dia ou da noite, derruba as portas, agride todo mundo sem importar se a gente é traalhador. É um inferno e ninguém fais nada. E se a gente denuncia eles ainda fica perseguindo, inventando crimes para a gente ser preso. Aqui a gente está abandonado e nada pode fazer pois a gente num tem dinheiro para morar em outro lugar.

    ResponderExcluir
  2. Máriio de Oliveira Santos23 de agosto de 2019 06:19

    Isso é o que mais acontece aqui no morro. Somos tratados como cachorros pela puliça. Se a cor da pele for escura então, o cara tá ferrado. É tratado como bandido e muitas das vezes é até preso sem ter feito nada e nem praticado nenhum crime. Meu irmão estava chegando do serviço dia desses, foi parado por eles, apanhou e só não foi preso por sorte. E ele tava todo sujo de gracha da oficina onde trabalha e nem isso serviu para evitar que os puliciais batesse nele, querendo saber de drogas e meu irmão é evangélico.

    ResponderExcluir
  3. Valdemar da Silva Nascimento23 de agosto de 2019 06:37

    Aqui no morro polícia não é e nunca foi sinônimo de segurança. Para eles só porque somos pobres e moramos no morro, todo mundo é bandido. Tem uns mais atirados que não respeita nem a mulher da gente. É tenso.

    ResponderExcluir
  4. Adamastor Gabriel da Paixão23 de agosto de 2019 07:03

    Isso não é nada. Aqui no morro a gente sofre com essa polícia sem ser
    bandido. Se a cor da pele for escura, é motivo para ser abordado com
    violência, agredido e ainda acusado de crimes que não cometemos

    ResponderExcluir
  5. Esses policial age com violência contra nós trabalhador e contra bandido pé de chinelo. Os bandidos mesmo nunca são incomodados.

    ResponderExcluir
  6. Juvenal Nazário Almeida23 de agosto de 2019 15:57

    Bemf.eito. Parabeins pros policiais merecem medalhas. Bandido bom é bandido morto. Tinha era que ter cancelado o CPF dele

    ResponderExcluir
  7. Áurea Marcolina de Gedeão23 de agosto de 2019 16:04

    Quando passa viatura da polícia próximo da minha casa fico aterrorizada, pois eles do nada invade nossas casas, provoca prejuízos e depois que não encontra nada, sai sem nem disculpa pedir. Já vi um vizinho ser espancado sem ter feito nada, só porque o policial desconfiou dele. Foi horrível e o coitado é um pai de família que nunca foi em delegacia nem para visitar ninguém. Covardia pura.

    ResponderExcluir

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *