terça-feira, 8 de outubro de 2019

Barraco na festa. Mulheres provocam brigas mas só a vítima é punida pela polícia


A vítima, ao lado do namorado, é provocada pela mulher de cabelo de pano e amigas

Apesar do bom trabalho realizado pela Polícia Militar durante a realização do 1º Festival Gastronômico Cultural de Barra de São Francisco, no Noroeste do Espírito Santo, algumas falhas podem ser observadas durante as badernas provocadas por mulheres próximo ao palco onde se realizavam os shows.

A principal falha, que pode ser constatada pelo vídeo no final da notícia, ocorre em relação à vítima das agressões, que foi arrastada do local pelos policiais e levada para a viatura, enquanto as que provocaram todo problema, principalmente a mulher de saia branca e cabelo de pano, ficaram impunes.

A todo momento a mulher de cabelo de pano e saia branca provoca, ataca e se aproveita de um momento para arrancar os cabelos da vítima e exibir como troféu. E o pior. Ela arrancou os cabelos da vítima, que estava sendo imobilizada por um policial, que nada fez para conter a mulher violenta.


O ódio com que a mulher de cabelo de pano agia, avançando a todo momento contra a vítima, gritando e incentivando sua comparsa de calça azul a praticar agressão, passou despercebido da polícia, que se interessou o tempo todo em imobilizar a vítima, enquanto as demais a agredia impunemente.

A agressão à vítima, que segundo informações foi combinada entre as criminosas por internet, é uma demonstração de que os tempos são outros e que não mais são os homens que provocam badernas em festas. As encrencas, os barracos e quebra-paus da atualidade ficam por conta do sexo não tão frágil.

Assista o vídeo e observe que a vítima é o tempo todo provocada e quando é agredida, revida. Mas foi a única a ser levada para a viatura pelos policiais:




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *