quinta-feira, 17 de outubro de 2019

Incêndio em Reserva Ambiental no Bairro Irmãos Fernandes já dura três dias

O fogo foi se alastrando de mansinho até ficar incontrolável

Desde terça-feira, 15, que a uma matinha localizada em um morro nos fundos do Posto Milcar, situado na saída para Ecoporanga, no Bairro Irmãos Fernandes, em Barra de São Francisco/ES, está queimando sem parar e nenhuma providência aparente está sendo tomada para conter o incêndio.

Na noite desta quinta-feira, 17, a situação piorou, pois o incêndio ficou descontrolado e tomou proporções inimagináveis, destruindo desde a vegetação rasteira a árvores enorme. Tudo isso sem contar a quantidade de animais silvestres que acabaram morrendo em decorrência desse incêndio.

Curiosos que acompanhavam de perto o avanço do incêndio temiam pela vida das pessoas que residem nas proximidades, haja vista que o incêndio poderia alcançar casas na região. A revolta pela falta de atenção por parte das autoridades no sentido de conter o incêndio era intensa.

Do centro da cidade dava pra ver nitidamente o avanço do incêndio
De acordo com populares que estavam próximos ao local vendo com temor o avanço das chamas destruindo a reserva florestal, não havia aparecido ninguém do Corpo de Bombeiros no local. “Corpo de Bombeiros? Existe isso em Barra de São Francisco? Se existem nunca vi”, disse Maristela Fagundes Teixeira.

Outro cidadão indignado era o pedreiro Joaquim Alves de Oliveira Júnior. “Ouvi dizer que Barra de São Francisco agora tem Polícia Ambiental. Onde eles estão? Se fosse para punir pessoas humildes do interior por causa de passarinhos presos, eles apareceriam com certeza”, disse Joaquim, revoltado.

Também revoltado com o incêndio, outro cidadão que pediu para não ser identificado, levantou a suspeita de que o incêndio seja criminoso, com objetivos comerciais. “O modus operandis é o mesmo da área em frente ao Pinicão da Cesan, onde colocaram fogo e depois fizeram um loteamento”, disse ele.

Com base na declaração do cidadão, o que dá para entender é que há a possibilidade de que o incêndio tenha sido provocado para acabar com a reserva ambiental e o local ficar livre para lotear. Trata-se de uma suspeita grave, que precisa ser investigada pelas autoridades policiais francisquenses;

Assista o vídeo:
                                                                                                                             

Veja mais fotos:







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *