segunda-feira, 7 de outubro de 2019

Mulheres protagonizam arranca-rabo durante festa e dão muito trabalho à polícia

A mulher de saia branca covardemente arranca o cabelo da outra...

Por: Elvécio Andrade

Apesar da organização e do sucesso do 1º Festival Gastronômico Cultural de Barra de São Francisco, no Noroeste do Espírito Santo, brigas isoladas entre mulheres marcaram o acontecimento, surpreendendo pelo seu ineditismo, haja vista que geralmente os arranca-rabos ocorriam entre homens.

Mulheres escandalosas e sem linha se engalfinharam no meio do povo, transformando a área de festa num cage de MMA, sendo necessária a intervenção dos policiais militares, que tiveram dificuldades para conter as brigonas, que continuavam se agredindo mesmo com a presença da polícia.

...e exibe como troféu sem ser incomodada pela polícia
Como já se tornou praxe, várias pessoas que poderiam tentar conter as brigas preferiram filmar os entreveros e incentivar o quiproquó da mulherada enfurecida sabe-se lá por que motivo. O que se espera é que a polícia, diante das imagens dos vídeos, identifique as brigonas e tome as providências cabíveis.

Pelas imagens observa-se a péssima índole de uma mulher morena, de saia jeans desbotada, que aproveitando que uma das brigonas estava sendo arrastada, aproximou-se e covardemente puxou-lhe os cabelos. Em seguida ela saiu exibindo como troféu a quantidade de cabelos arrancada da vítima.

O bambu gemeu e o pau comeu solto na casa de Noca
Famílias que participavam da festa em comemoração aos 76 anos de emancipação do Município se sentiram constrangidas com o festival de porradas promovido pelas mulherada, mas a falta de respeito e a descompostura de mulheres que não se dão ao respeito não tirou o brilho do evento.

“Nunca vi uma coisa dessas na minha vida. E olha que tenho 69 anos, já participei de muitas festas e nunca vi tanta briga de mulheres como vi hoje. Antes eram os homens que brigavam e davam trabalho à polícia”, disse o aposentado José Carlos da Silva, assustado com o show de pancadaria entre mulheres.
 
Policiais tiveram muito trabalho para conter a mulherada

Assistam o vergonhoso vexame das barraqueiras  francisquenses:



                                           

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *